RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





As Bikers

Texto e fotos: Beatriz Pereira Lasmar

Essa viagem que fizemos foi muito boa, eu sai de Guaratinguetá encontrei a segunda integrante em Taubaté e seguimos ao encontro da terceira em Curitiba, onde realmente começamos nossa aventura.

começo da aventura

Nosso percurso foi apenas praia e fizemos Ilha do Mel, Ilha do Cardoso, Reserva Ecológica de Superagui, Ilha das Peças, Ilha Comprida, Peruíbe, Santos, Caraguatatuba, duração de 15 dias sem ver asfalto, apenas areia, mar e mata.

sem ver asfalto, apenas areia, mar e mata

Muitas pessoas nos deram apoio e nos incentivavam a seguir. Os homens, acho que pensavam que éramos loucas, e não tentavam nada contra nós, pelo contrario nos ajudaram e muito, muitos barqueiros nos ajudaram em travessias de uma ilha para outra quando não dava para levantarmos as bikes e seguir. Um senhor nos marcou muito nessa viagem, estávamos sem conseguir fazer uma travessia e ele muito gentilmente, nos viu, veio até nos com sua lancha, nos atravessou e perguntou se tínhamos alimentos e água, nossa água tinha acabado, estávamos tomando água rica em magnésio, ele nos deu toda água que tinha em sua lancha, nos deu lanche natural.

o barco salvador

Quando agradecemos e pedimos desculpa pela sujeira que fizemos em sua lancha, ele respondeu: “de que adianta ter uma lancha dessas, se não puder ajudar ninguém? A lancha é só lavar e quanto à água, rapidinho vou até um bar e compro mais”. esse senhor nos salvou este dia, pois aonde estávamos a maré subia e tomava conta de tudo, não iríamos ter onde montar barraca.

acampamento bikers

Muitas pessoas nos chamaram de loucas e ainda nos chamam, mas é uma das melhores maneiras de viajar, a gente realmente conhece o lugar onde está, interagimos com a comunidade, vivenciamos coisas que jamais podermos vivenciar viajando de outra forma, sem contar nas paisagens que são espetaculares, os nasceres de sol, os por de sol as praias e ilhas inabitadas, tivemos lugares que só tínhamos nós mais ninguém. A bagagem acaba ficando extremamente leve (na verdade é leve, apenas umas bermudas de ciclista, blusas e top, produtos de higiene pessoal, alimento apenas barra de cereal e frutas que vamos encontrando no caminho) perto da natureza que temos ao nosso redor para aproveitarmos.

Ilha das Peças

Recomendo a todos que um dia pensaram em fazer, mas não tiveram coragem.
Ano que vem, durante a copa do mundo, faremos outra, dessa vez nordeste. Nosso destino, Maragogi, subir e descer de bike pelo litoral. Uma viagem maravilhosa e colaborando com o meio ambiente.

As Bikers: Beatriz Pereira Lasmar, Wal Mair e Andrea Maria
as bikers


Leia também

Surf Bus – Rio de Janeiro

ATENÇÃO: CONSULTEM SEMPRE O SITE DO BUS, POIS ELE JÁ FICOU PARADO POR UM TEMPO E EVENTUALMENTE DEIXA DE FUNCIONAR

Parque Nacional do Caparaó – Parte 4

Os últimos dias no parque estavam me deixando chateado. Nenhum problema, apenas a sensação de que estava acabando incomodava. O

Expedição Patagônia – Partes 2 e 3 – Attitude Riders

Mais dois episódios da trip desses brasileiros por alguns dos pontos mais conhecidos da Patagônia!! Confiram os vídeos!

Elque Silva

Elque Silva

Apaixonada pelas coisas boas da vida: montanhas, trilhas, aventuras, viagens e amigos. Trabalha na área de Administração. Me siga no Twitter: @elquetrekking


Sem comentários

Deixe sua opinião
Opa! Sem comentários ainda!Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe a sua opinião

Seu endereço de email não será publicado aqui.
Os campos marcados são obrigatórios*