Como montar a barraca de camping

| 20 dezembro, 2010 | 6 Comentários

Dicas e mais dicas para você montar a sua barraca corretamente e evitar problemas. Aliás você sabe montar uma barraca??

Quando eu faço uma pergunta dessas eu não quero saber se você sabe encaixar as varetas ou pólos de armação ou acertar pra que lado fica a porta do sobre-teto mas sim se você sabe escolher o melhor local ou ajustar os detalhes importantes da barraca para que seu camping não se torne uma tragédia.

Nem todo mundo teve a chance de acampar quando mais novo ou foi escoteiro alguma vez na vida por isso muita gente comete erros bobos ao montar uma barraca pelas primeiras vezes e é muito melhor aprender logo de cara e evitar os problemas de alguma montagem errada do que aprender sofrendo as consequências, certo?

barraca apolo guepardo
Isso é o que chamamos de “quarto”, o interior da barraca

Existem inúmeros tipos de barraca e se você não os conhece sugiro que leia este texto aqui do site assim você já vai se familiarizando com alguns detalhes. Minha intenção aqui não é explicar como você deve armar a sua barraca – pra isso serve o manual dela – mas lhe mostrar onde armar e como evitar problemas comuns durante a montagem.

barraca guepardo apollo
A mesma barraca anterior só que agora completamente montada. Essa cobertura nós chamamos de “sobre-teto” e essa parte na esquerda da foto é conhecida como “avanço”

1. Escolhendo o local para montar a barraca

Existem algumas regras básicas para escolher o local onde montar a sua barraca, as principais e mais importantes são:

– Escolha um local plano do terreno e que não seja rota natural para a água que escorre de planos inclinados próximos. Nunca monte a sua barraca em depressões no terreno ou próximo de ribanceiras, além dos possíveis deslizamentos estes locais irão servir como escoamento de água em caso de chuva forte e colocar a barraca no caminho de um pequeno rio não é nada agradável.

– Limpe o terreno removendo pedras e galhos que podem ficar sob a barraca e incomodar os ocupantes ou mesmo perfurar o chão da barraca.

– Evite montar a sua barraca embaixo de árvores – principalmente as frutíferas – pois além do risco de um estrago por causa de um galho que caia você ainda poderá ser atingido por uma manga ou uma jaca, o que seria catastrófico pra sua barraca…

– Se for acampar na praia verifique com muito cuidado até aonde a água está subindo e se possível olhe antes de sair de casa uma tábua de marés para saber se naquele local a maré será cheia ou vazante durante a sua estadia. Se possível acampe fora da faixa de areia, é mais seguro e ainda ajuda a reduzir a quantidade de areia que você vai levar para dentro da barraca.

– Se o seu camping na praia estiver enfrentando problemas por que o vento está erguendo o sobre-teto da barraca experimente levantar a areia ao redor da barraca até que ela cubra o final sobre-teto, essa pequena barreira vai evitar que o vento entre por baixo do sobre-teto e suspenda a sua barraca. NÃO faça isso em outros terrenos, neste caso se chover a areia absorverá bem a água porém se o piso fosse menos absorvente a água poderia se acumular sob a barraca, o que não seria bom…

– Se o seu camping for na neve cave uma plataforma plana e cerque a área da barraca com pedras para protege-la do vento forte. Evite a proximidade com as encostas de montanhas por causa da queda de pedras ou mesmo avalanches. Se a sua barraca possuir saias é recomendável que você as prenda com pedras ou as enterre na neve, isso vai ajudar a manter a barraca mais firme quando ela enfrentar algum vento mais forte.

barraca Nepal
Azteq Nepal, uma barraca que tem saias para encarar neve. Já me ajudaram muito em um acampamento na praia essas saias… Junto com a Apolo e com a Mini Pack, a Nepal é uma das barracas que o Trekking Brasil usa por aí.

NUNCA cave valas ao redor da barraca, essa era uma prática comum no passado, mas que hoje é condenada e contribui para degradação do ambiente.

– Não monte a barraca em áreas de passagem ou então as pessoas vão esbarrar nos tirantes (aquelas cordinhas da barraca que ajudam a fixa-la no chão). Se for inevitável amarre alguma coisa nas cordinhas para sinalizar a presença delas, geralmente as pessoas usam sacos plásticos brancos para isso.

– Em montanhas que possuem alguma vegetação, como moitas de capim alto, monte a sua barraca em clareiras entre essas moitas isso vai ajudar a amenizar a força do vento sobre a barraca.

NUNCA monte sua barraca em leitos de rio, principalmente no verão onde a incidência de chuvas fortes e consequentemente a aparição de trombas d’água são comuns. Em períodos como este fique atento para as mudanças de clima, chuvas fortes e mantenha o olho nas serras próximas, em caso de chuva forte ou nuvens negras sobre elas é melhor deixar a brincadeira no rio para outro dia.

2. Armando a barraca – no bom sentido!

– Os espeques (as estacas de fixação da barraca) vieram com ela e foram feitos para serem usados, prenda corretamente os espeques do quarto (a parte de dentro da barraca), mantendo a barraca o mais esticada possível e bem fixada no solo. Enterre os espeques em um ângulo de 45º em relação ao solo e se o terreno for muito fofo, como a areia da praia, coloque pedras sobre o local onde os espeques estão. Isso vai evitar que a tensão do sobre-teto arranque-os do chão. Se o terreno for duro demais use um martelinho (também conhecido como “bate-espeque”) ou uma pedra não muito pesada para ajudar a bater o espeque.

– Repita o mesmo procedimento acima com o sobre-teto da barraca (aquela camada de tecido que vai por cima do quarto da barraca), estique-o bem e reforce a fixação com os tirantes que acompanham a sua barraca. Aqui existe um detalhe que muita gente não faz e reclama depois: se o sobre-teto não ficar bem esticado e encostar no quarto ele vai passar umidade para o quarto e você vai acordar com alguma coisa molhada dentro da barraca. Um macete que alguns usam é colocar bolas de festas (ou bexigas) para forçar o afastamento do sobre-teto, nunca experimentei, mas já vi gente usando.

– Quando eu monto a minha barraca eu costumo virar uma quina dela ou a parte mais aerodinâmica para a direção onde o vento costuma ser mais forte, isso evita maiores problemas em caso de ventanias. Faça isso principalmente se a sua barraca possuir algum tipo de varanda ou avanço que permita a passagem do vento e que venha a funcionar como um “para-quedas” ou “vela” servindo para que o vento arranque a barraca do chão – como na foto abaixo:

barraca de camping
Uma barraca assim se for montada de frente para o vento pode ter problemas por causa desta pequena varanda, que serviria como uma vela e ajudaria o vento a arrancar a barraca do chão
barraca aerodinâmica
Para situações de vento forte existem barracas mais baixas e com um perfil mais aerodinâmico, como esta acima.

3. Pode ser útil em alguns casos…

– Muitas pessoas, por falta de conhecimento ou por falta de verba, compram aquelas barracas azuis e amarelas bem simples – as mais baratas – e vão acampar com elas em qualquer lugar. Aquelas barracas são péssimas! Sinceramente, é melhor investir mais um pouco e comprar uma Nautika, Guepardo ou Trilhas e Rumos, que são barracas de preço médio e dão conta do recado perfeitamente para campings normais aqui no Brasil e alguns modelos até para camping em montanhas nacionais. Um ponto péssimo nessas barracas baratas é que elas não aguentam muita chuva, então eu recomendo que você leve uma lona azul dessas que usamos para cobrir bagagens no teto dos carros e faça um “telhado” fixando a lona em árvores próximas com cordinhas – mas saiba que nem sempre existem árvores por perto pra fazer isso…

– Leve sempre um pedaço de silver tape, é a melhor coisa que existe para consertar algum rasgo que apareça durante a sua estadia na barraca. Aliás, silver tape é o Bombril do trekking.

– A Nepal (barraca laranja na foto acima) e a Mini Pack costumam condensar dentro por causa das saias. Para evitar isso mantenha as ventilações abertas e se possível enrole algumas das saias e prenda usando clips como este. Eu faço isso e funciona bem. E essa dica de manter as ventilações abertas ou mesmo um pouco da porta da barraca serve para as barracas que condensam mas não tem saias.

4. Algumas dicas extras

– Muito cuidado com fogareiros, evite cozinhar dentro da barraca, por mais que o material de uma boa barraca resista ao fogo ele ainda assim vai queimar e não seria agradável ver a sua barraca pegando fogo com as suas coisas dentro. Cozinhe do lado de fora e se for inevitável cozinhar dentro ou no avanço da barraca tome muito cuidado e evite que as pessoas fiquem entrando e saindo dela.

– As barracas costumam ter uma porta e junto dela um mosquiteiro, uma tela fina que mantém os insetos fora da barraca, se você for ficar ao redor da barraca pode manter a porta aberta, mas sempre deixe o mosquiteiro fechado, seu sono agradecerá!!

– Limpe a barraca depois de usá-la, nunca a guarde molhada, úmida ou com areia/terra. Se não for possível limpar antes de colocar na mochila faça assim que chegar em casa. A sujeira pode afetar a impermeabilidade do tecido e a umidade pode gerar mofo.

– Se for possível monte a barraca em um local onde o sol da tarde não bata, isso vai ajudar a conservar a sua barraca e evitar que a temperatura fique infernal lá dentro.

– Organize as coisas dentro da barraca é a melhor coisa que você pode fazer.

– Se estiver num camping seja cordial com seus vizinhos, mesmo aqueles que fazem a maior zona… Lembre-se que existem campings voltados mais para festas e bagunça e outros mais para família e sossego, pesquise antes de ir.

– Escolha barracas leves se você for acampar sem o carro ou se a sua barraca for mais pesada divida ela entre os seus amigos. Um leva o quarto, outro o sobre-teto e o outro as varetas e os espeques… Assim fica melhor pra todo mundo. E coloque a barraca dentro da mochila, dobrada e protegida por um saco plástico, assim é mais prático e você não carrega nada nas mãos ou pendurado na mochila.

E você tem alguma dica extra para compartilhar?? Use os comentários abaixo e deixe a sua opinião!!

Tags: ,

Categorias: Tutoriais e Técnica

Mario Nery

Publicado por Mario Nery ()

Trekker, montanhista e mochileiro. Atualmente trabalha na área mídias sociais/marketing digital. Siga o Trekking Brasil no Twitter: @trekking

Comentar este artigo:



Comente usando o Facebook ou se preferir use o formulário mais abaixo


Comentários (6)

Trackback URL | RSS dos comentários

  1. Heldrick disse:

    vc conhece a barraca falcon 2 da nautika? ela é leve, 1,8kg, bom tamanho, dá pra dormir com todo equipamento, mas tem só 800mm de coluna d’água. Será que compensa?
    valeu

    • Mario Nery disse:

      Ela vai ser leve e se for bem montada vai segurar bem alguma chuva sem maiores problemas. Acho que pode ser uma boa barraca de entrada para caminhadas onde você vai levar a barraca sozinho, o custo benefício é interessante. Mas eu tomaria cuidado apenas com previsões de muita chuva.

  2. Shandres do Valle disse:

    Olá eu comprei uma barraca Quechua t3+ e gostaria de saber se esta barraca e boa, eu vi bons comentários mas gostaria de saber dos pontos fracos para que eu possa me prevenir.

    Ok?

    • Mario Nery disse:

      Shandres, a T3+ tem duas desvantagens para mim: ela é pesada e tem pouca ventilação! Esses são os problemas principais dela! Se você poder sempre monta-la em algum local que pegue menos sol e se não for usa-la em trekkings longos acredito que você de dará bem com ela. Se for usar em caminhadas longas tente dividi-la pelas mochilas das pessoas que irão ficar nela. Coloque as varetas em uma mochila, o quarto em outra e o sobreteto em outra, assim você evita carregar muito peso sozinho! Abraços!

  3. CARLA disse:

    OI MEUS FILHOS GOSTAM MUITO DE AVENTURA, COMO SÃO PEQUENOS AINDA ESTOU PENSANDO EM COMPRAR UMA BARRACA PARA ELES ACAMPAREM NO QUINTAL DE CASA, MAS MEU QUINTAL É DE PISO, MINHA DÚVIDA É TODAS AS BARRACAS TEM QUE SEREM FINCADAS NO CÃO OU EXISTE ALGUM MODELO QUE NÃO PRECISA?

    • Mario Nery disse:

      Olá Carla, boa pergunta. As barracas iglus (quadradas como a preta que aparece aqui no texto) em geral não precisam especar o quarto – a parte interna da barraca, mas para fixar o sobreteto (cobertura fundamental para dias úmidos) será necessário especa-la sim. Uma dica simples e funcional para o seu caso pode ser escolher um canto do quintal montar a barraca uma vez, colocar o sobreteto e medir onde iriam os espeques no chão. Aí você pode fazer 4 furos no piso e fixar as cordinhas da barraca usando parafusos de gancho… Não é a mesma coisa, mas funciona e permite montar a barraca sem problemas. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *