RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





Diário de viagem e Controle de orçamento

Quando eu viajo eu tenho um orçamento definido, em geral ele tem o que eu posso gastar e uma reserva para qualquer imprevisto. Esse orçamento é controlado justamente por um caderninho que me acompanha em todas as mochiladas. Para as viagens mais curtas que tem como objetivo somente uma determinada trilha eu não costumo leva-lo, entretanto, ele sempre está na mochila quando a viagem levará semanas ou até mais de um mês e terá um orçamento maior

Existem várias opções para fazer esse diário de viagem e controle de orçamento, desde soluções prontas específicas até as digitais como APPs para smartphone ou um blog. Eu gosto bastante do caderno mesmo, pelo simples fato de que ele não consome bateria, não precisa de internet e não é frágil como um eletrônico. Existem cadernos chamados “field notes” que são até à prova d’água, uma boa escolha para quem vai fazer uma viagem mais “roots”. Mas independente de você usar um field note, um Moleskine, um app de celular, um caderninho da papelaria da esquina ou até um bloquinho qualquer, este artigo vai lhe ajudar a organizar as sua anotações e os seus gastos de viagem.

caderninho

Alguns Field Notes são até à prova d’água

1. Anotações de viagem

Anotações de viagem são fundamentais para quem pensa em escrever relatos daquela trip depois, seja em que formato for, desde um blog para registro pessoal, até para o lançamento de um livro ou uma matéria de turismo em algum veículo de comunicação. Outra utilidade é lhe permitir armazenar dicas que você capte ao longo da viagem, dicas que aparecem em conversas com outros mochileiros ou da pesquisa na internet mesmo.

caderno anotações

Caderno pequeno que eu uso para anotar detalhes das viagens

Essas notas vão lhe ajudar a organizar toda a viagem depois e ajudarão bastante quando alguém lhe perguntar quando custou um passeio, uma passagem ou a diária do hostel. É muito comum durante uma viagem mais longa você fazer pesquisas na internet para saber os custos de passagens entre cidades ou os horários de saída dos transportes, quando você precisar desta informação dias depois o seu caderno de anotações se mostrará muito útil.

Uma boa opção para quem prefere usar alguma solução digital é ter no smartphone o app Evernote, esse aplicativo lhe permite criar diversos cadernos de notas e inclusive juntar várias anotações dentro de um caderno específico, com isso você pode ter ali o seu “Caderno Patagônia” e dentro dele ter todas as informações separadas em notas individuais, tais como:

– Dicas da viagem
– Orçamento
– Diário de viagem
– Lista de presentes
– Lugares imperdíveis…

Evernote para viagem

Evernote sendo usado como ferramenta para planejamento da viagem
Imagem: http://dancingcommas.blogspot.com.br/2013_05_01_archive.html

O Evernote ajuda demais neta organização, inclusive no período de planejamento da trip, onde você está organizando informações, fotos, mapas (imagens, anexos em PDF…), links e etc. E talvez esse seja o principal destaque dele na minha opinião: a possibilidade de guardar, mapas, anexos e imagens diversas. E tudo isso com uma conta gratuita. Se essas vantagens ainda não forem o bastante vale dizer que ele pode ser instalado no seu computador e ser sincronizado automaticamente com a versão instalada no seu celular, com isso você tem todas as notas da sua pesquisa de viagem acessíveis automaticamente no computador e no smartphone/tablet.

2. Controlando o orçamento de viagem

Quando você viaja com um orçamento definido (o que eu acho que acontece para a maioria das pessoas) é muito importante que você controle os seus gastos e o dinheiro que você ainda tem. Uma ótima dica é definir um valor para você gastar por dia, e manter seu controle de orçamento diário baseado neste valor. Ali estará a sua alimentação, passagens, hospedagem e os passeios definidos para aquela data, entre outros. Essa é também uma forma de calcular o seu orçamento geral para uma viagem.

orçamento viagem

O mesmo caderno serve para registrar os gastos e controlar o orçamento da viagem

2.1 Como anotar as despesas?

Eu anoto meu orçamento de uma forma bem simples. Chego no lugar e troco/saco dinheiro necessário para alguns dias. Anoto o valor sacado e abato esse valor do meu caixa da viagem, assim sei que tenho X para usar em tantos dias e ainda tenho XXXX do meu dinheiro para os outros dias. Vamos a uma exemplo prático de uma anotação dessas supondo que eu tenha 2.000 dólares para uma viagem e que eu vá trocar este dinheiro no país de destino pela moeda local. Neste exemplo nós vamos usar duas páginas do caderno, uma delas vai ficar exclusiva para o controle do câmbio do dinheiro, e será assim:

Página de controle do Câmbio

Inicial 2000 dólares (31/01/2015)
– 100 dólares (01/01/2015) (taxa: 1 dólar = 5.00 dinheiros)

= 1900 dólares
– 50 dólares (02/01/2015) (taxa: 1 dólar = 4,50 dinheiros)

E assim você vai abatendo a quantidade de dólares sempre que fizer a troca do dinheiro pela moeda local. Já os gastos diários e o controle do que você tem no bolso em moeda local ficam em outra página, assim:

Página de controle dos gastos diários

01/01/2015
500 dinheiros na carteira

Ônibus: 1,00
Lanche: 10,00
Hospedagem: 50,00
Camiseta: 10,00
Entrada museu: 5,00
Bar: 50,00

Gastos do dia: 126,00
—————————–

02/01/2015
374 dinheiros na carteira (sobra do dia anterior) + 225 dinheiros (troca 50 dólares) = 599 dinheiros na carteira

Almoço: 30,00
Hospedagem: 50,00
Ônibus: 1,00
Entrada Parque Nacional: 12,00
Lanches: 15,00
Ônibus: 1,00
Pizza a noite: 20,00

Fechamento do dia: 129,00
—————————–

03/01/2015
470 dinheiros na carteira (sobra do dia anterior)

E assim você vai anotando seus gastos diários e controlando sua reserva do orçamento. Claro que se não houver a necessidade de fazer câmbio de moeda a coisa fica um pouco mais simples. O importante é deixar claro que este controle é fundamental para você não gastar demais por dia e não ter que acabar sua viagem antes do tempo por falta de grana.

Então olhe para o “querido diário de viagem” de uma forma diferente e evite afundar seu mochilão por gastar de mais e não controlar isso!


Leia também

Improvisando um freio com mosquetões

As vezes saber alguns detalhes faz a diferença. Aprenda a improvisar um freio com o uso de 6 mosquetões. Note

Camelback com garrafa pet – faça você mesmo

Em 2007 eu fui convidado para treinar um grupo de escoteiros do ramo Sênior de um dos grupos aqui do

Montanhismo, alimentação e hidratação

A alimentação faz mais do que a função básica de suprir o corpo com os nutrientes que ele precisa para

Mario Nery

Mario Nery

Trekker, montanhista e mochileiro, pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, cerveja e tecnologia. Formado em TI, atualmente trabalha na área mídias sociais/marketing digital. Siga o Trekking Brasil no Twitter: @trekking


Sem comentários

Deixe sua opinião
Opa! Sem comentários ainda!Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe a sua opinião