RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





Farol de Santa Marta, Santa Catarina

No final de agosto de 2015 eu fui para Porto Alegre passar uma temporada com a Luiza e resolvemos tirar alguns dias para trabalharmos em um lugar mais tranquilo, onde fosse possível aproveitar um descanso e ainda assim continuar tocando os jobs. Nós somos parcialmente “nômades digitais”, ou seja, trabalhamos sem problemas de qualquer lugar onde exista internet e alguma estrutura (ainda que seja apenas uma das nossas barracas).

Deixei o destino por conta da Luiza e a sugestão foi: “vamos para o Farol de Santa Marta, lá em Santa Catarina!”

Sugestão rapidamente aceita, pois eu já tinha visto o lugar em um episódio do programa “Sul por Elas”, do Canal OFF, e já estava com vontade de colocar os pés por aquelas bandas. E também porquê lá, obviamente, tem um farol! E nós adoramos visitar faróis!

Arrumamos as mochilas e partimos para Santa Catarina, de ônibus e por um caminho um pouco diferente do que já havíamos pesquisado na internet.

Farol de Santa Marta

Panorâmica do nascer do sol. Foto: Mario Nery

O itinerário

Saímos de Porto Alegre por volta de meia noite e fomos até Tubarão, em Santa Catarina. De lá pegamos um ônibus para Laguna. Vale verificar a possibilidade de ir direto de Porto Alegre para Laguna, parece que na época que fomos eles estavam testando esta opção. Chegando lá em Laguna descemos na rodoviária.

Farol de Santa Marta

Mapa da região ao redor.

Pelo nosso planejamento, ficaríamos na rodoviária de 07h da manhã até às 10:20h esperando o ônibus da linha de turismo (saídas às 10h20, 12h, 14h30, 16h30 e 18h10) que faz a ligação direta da rodoviária de Laguna com o Farol de Santa Marta. Teríamos que esperar cerca de 4 horas, uma perda de tempo. Então nos informamos com alguns motoristas de ônibus da cidade e eles nos disseram que poderíamos pegar a linha “Mar Grosso” e soltaríamos perto da parada da balsa que faz a travessia da Barra. E depois da travessia de balsa bastava aguardar o ônibus que faz a conexão da balsa até o Farol de Santa Marta (saídas às 06:20 e 08:30). Assim ao invés de chegarmos na pousada ao meio dia chegaríamos às 09:30, aproximadamente. Moleza!

Embarcamos no ônibus “Mar Grosso” e fomos de olho no celular com o Google Maps e o GPS ligado. Assim foi bem fácil soltar exatamente na rua que ia até a balsa.

Dica: horários dos ônibus. Achamos duas dicas de horáros dos ônibus, tanto indo quanto saindo do Farol de Santa Marta, acesse: http://www.supermercadomaiato.com.br/onibus.html e http://hdolagunajpm.blogspot.com.br/

Ao chegar na balsa você encontra um barzinho em frente onde é possível beber um café e comer alguma coisa, inclusive uns salgados de bar. Mas sabe como é! Salgado de bar no meio da viagem sabendo que não haverá banheiro até chegar ao Farol é meio arriscado… Porém, logo após eu pedir um café, alguns funcionários da prefeitura entraram e pediram uns pastéis. Então vamos de pastel também, oras! Se o pessoal do local come lá é uma boa indicação! Dica de quem mochila por aí.

Bar Balsa Laguna

No barzinho esperando a balsa após comer um pastel com café | Foto: Luiza Campello

Balsa em Laguna

Balsa que faz a travessia da Barra | Foto: Luiza Campello

Balsa Laguna

A travessia da balsa para pedestres é gratuita | Foto: Luiza Campello

Do outro lado da travessia também existe um barzinho onde é possível comprar alguma bebida e alguma coisa para comer. Ficamos por lá esperando o ônibus para o Farol que saía às 08:30.

Balsa de Laguna

Luiza esperando o ônibus já do outro lado da travessia da balsa.

Ônibus do Farol de Santa Marta

Ônibus que liga a balsa ao Farol de Santa Marta. A passagem em agosto de 2015 custou R$ 11,30 (para duas pessoas).

Chegando ao Farol de Santa Marta

O ônibus vai percorrendo lugarejos e pegando estudantes (era meio de semana quando chegamos lá). A viagem leva mais ou menos uma hora em um misto de estradas asfaltadas e de terra batida. O ônibus chega pela Praia do Cardoso, onde tem um camping e um mercadinho com o mesmo nome (informações do camping no final do artigo), mas o ponto final é em frente a Prainha, no posto do salva-vidas. Nós acabamos descendo antes do ponto final e caminhamos um pouco pelas ruas pequenas do Farol de Santa Marta.

Nossa hospedagem por alguns dias foi a Pousada Swell Bangalôs, ficamos bem instalados no alto de uma ladeira em frente ao Hotel do Farol, bem no meio da cidade. De um lado descíamos para a Prainha e do outro descíamos até a Praia do Cardoso. Escolhemos a Swell por alguns motivos básicos: cozinha no quarto, internet wi-fi, localização, bom preço e rede na varanda em frente ao nosso bangalô (número 2).

Pousada Swell Farol de Santa Marta

Vista da varanda do bangalô 2 da Pousada Swell

Bangalô 2 Pousada Swell

Detalhe da cozinha do Bangalô 2 da Pousada Swell | Foto: Luiza Campello

Nossa trip foi em agosto, fora da alta temporada do verão, e além disso chegamos no meio da semana e de manhã. Quase tudo na cidade estava fechado, exceto alguns mercadinhos, as pousadas, a escola, o Farol e o Sabor Divino (restaurante em um dos cantos da Prainha que fica aberto na maior parte do tempo, e que nos salvou mais de uma vez quando queríamos comer alguma coisa). Aliás, até mesmo na sexta-feira a noite as opções de locais para comer nos arredores da Prainha não eram muitas. Em uma noite andamos bastante e acabamos encontrando grande parte do comércio fechado. Esse foi um dos motivos para escolhermos uma hospedagem com cozinha. Compramos algumas coisas no mercado azul em frente a Prainha e preparamos as refeições no quarto mesmo, com direito até mesmo a um churrasco na varanda no final de semana.

O que fazer no Farol de Santa Marta?

Surfar, curtir a Prainha e a Praia do Cardoso, surfar mais um pouco, caminhar no Morro do Céu, ir até a Praia Grande, comer muitos frutos do mar e, é claro, visitar o Farol de Santa Marta! Assim eu poderia descrever as principais opções deste lugar tranquilo que recebe uma certa quantidade de visitantes nos finais de semana e que deve ficar bem cheio nas épocas mais quentes do ano.

O Farol é um point de surf, inclusive com a opção de ondas grandes (surf town in) na praia do Cardoso. Quando estivemos por lá aconteceu a 2ª Etapa do Circuito Lagunense de Surf Inter Associações 2015. E logo que fomos embora aconteceu o Desafio Mormaii de Ondas Grandes, que já estava em estado de alerta/espera e poderia ser confirmado a qualquer momento. Um evento que reuniu os grandes nomes do surf brasileiro de ondas grandes.

E falando em surf, descobrimos em uma conversa com a Tatiane da Pousada Swell que a filha dela é uma das surfistas locais que vimos no episódio do programa “Sul Por Elas”, no canal Off. A Marina surfa desde pequenina por influência do pai, que também é surfista. E ela vem ganhando diversos campeonatos locais desde que era menor.

Marina Surfista Farol de Santa Marta

Luiza, Marina (centro) e eu. Em uma foto que fizemos questão de tirar com a pequena surfista! :D

Localize-se nos pontos que citamos no relato

Mapa Farol de Santa Marta

  Abrir o mapa em outra aba

 

Agendando uma visita ao Farol de Santa Marta

É possível visitar o Farol de Santa Marta de duas formas: acessando o terreno do Farol que fica aberto normalmente durante o dia (sem entrar nas instalações do farol em si) ou agendando uma visita junto à Capitania dos Portos em Laguna e conhecendo o Farol e seu funcionamento em uma visita guiada. Nós chegamos lá sabendo que para conhecer o Farol de verdade seria necessário uma permissão, pois isso é um padrão e acontece também no Farol de Castelhanos, na Ilha Grande (RJ). Um belo dia acordamos e resolvemos tentar esta permissão. Entramos em contato com a Delegacia da Capitania dos Portos em Lagura via telefone e conseguimos agendar a nossa visita para o sábado, foi necessário trocar alguns emails e enviar nossos dados de identificação para que a visita fosse agendada com a equipe do Farol.

Farol de Santa Marta

Farol de Santa Marta – fim de tarde após a nossa visita. | Foto: Mario Nery

Vista noturna do Farol de Santa Marta. | Foto: Mario Nery

Vista noturna do Farol de Santa Marta. | Foto: Mario Nery

A recepção e todas as informações detalhadas ficaram por conta do faroleiro Amorim e o marinheiro Davi. Ambos nos receberam muito bem, nos explicaram cada detalhe do funcionamento do Radiofarol e responderam nossas, muitas, perguntas.

A construção data de 1891! E ainda mantém todo o maquinário francês original da época, mas já trabalha com um motor moderno, é claro. O farol possui uma lente uma lente ótica hiper-radiante de Fresnel de 1330 mm de distância focal, do construtor francês Barbier & Bénard, a única existente no Brasil e uma das poucas deste tipo ainda em uso no mundo! As paredes da torre onde fica o aparelho reticular tem 2m de espessura e são feitas com os materiais disponíveis na época da construção, ou seja, pedras, barro, areia e óleo de baleia. São 29 metros de altura e 142 degraus até o alto da instalação.

Farol de Santa Marta

Escadaria da torre do Farol de Santa Marta | Foto: Luiza Campello

Farol de Santa Marta visita guiada

Explicações do Sr. Amorim sobre o aparelho reticular do Farol de Santa Marta | Foto: Luiza Campello

Hoje o farol opera com um motor elétrico, ligado e desligado manualmente pela equipe da instalação. Por volta de umas 18h já é possível notar a remoção da cortina que protege a lâmpada do farol e logo após ele já está aceso e girando, protegendo as embarcações da lage do Campo Bom, uma área de baixa profundidade responsável por alguns naufrágios na região. A mesma coisa acontece todo dia logo que o sol desponta no horizonte, a equipe do farol desliga a luz e recoloca a cortina que protege o aparelho reticular. E assim a rotina segue, dia após dia.

lâmpada do Farol

Lâmpada de 1000 watts instalada dentro da lente do farol. A cortina que fica fechada durante o dia impede que os raios do Sol atinjam as lentes e queimem a lâmpada | Foto: Mario Nery

Dia começando no Farol

Amanhecer no farol de Santa Marta | Foto: Mario Nery

Prainha – Morro do Céu – Praia do Cardoso

Ir até o alto do Morro do Céu é outra opção de passeio rápido que pode ser feito na parte da manhã ou a tarde antes do anoitecer. A caminhada começa subindo a rua que fica no final da Prainha, no lado oposto ao Farol. Vai chegar um momento que a rua vira uma trilha, aí basta seguir em frente e depois subir o morro para chegar em uma região de sambaquis, onde o acesso é proibido para veículos motorizados. Lá de cima você poderá curtir a bela paisagem da cidadezinha e também as dunas, algumas cobertas por conchas. Seguindo em frente você poderá sair na Praia do Cardoso, realizando uma “mini travessia” entre a Prainha e a Praia do Cardoso.

Leve água, roupas leves e o protetor solar. Como o final do passeio pode ser na praia, vale a pena ir com a roupa de banho por baixo.

Farol de Santa Marta

Panorâmica do alto do Morro do Céu | Foto: Mario Nery

Deixando o Farol de Santa Marta

“Tudo que é bom dura pouco”, como diz o ditado popular. Nossa semana de trabalho nômade acabou e optamos por voltar de uma maneira diferente, sem passarmos por Laguna. Optamos por pegar um ônibus direto do Farol de Santa Marta para Tubarão, via Jaguaruna, da Viação Alvorada (na busca use como origem “Farol”, sem as aspas).

Existe uma outra opção de roteiro através da viação São José, veja os horários entre o Farol de Santa Marta e Criciúma.

Informações

Onde: Farol de Santa Marta – Laguna – Santa Catarina.
Duração da trip: 5 dias.
Melhor época do ano: Verão ou outras estações mais amenas, no inverno faz bastante frio e venta muito.
Classificação: praia, surf, local turístico, tranquilo fora de temporada, movimentado nos finais de semana e verão.
Destaques: Praia do Cardoso, Farol de Santa Marta, Morro do Céu e surf.
Indicado para: desde famílias até grupos de amigos para surfar.

Hospedagem: ficamos na Pousada Swell Bangalôs. Para quem quiser acampar existe o Camping do Cardoso.

Alimentação: existem vários restaurantes espalhados pelo local, a maioria próximo da Prainha. O Sabor Divino, no canto da Prainha, é uma opção simples, mas que sempre está aberta. Já o restaurante da pousada Baiuka é uma outra opção com uma linda vista da Praia do Cardoso e um ambiente espaçoso e agradável.

Capitania dos Portos em Laguna (agendamento de visitas ao Farol de Santa Marta): Delegacia da Capitania dos Portos em Laguna – SC


Leia também

Cachoeira do Saco Bravo – Paraty – Rio de Janeiro

ATENÇÃO: de um tempo pra cá a região está sofrendo com um acúmulo de lixo deixado pelos turistas – o

Review do LifeStraw – filtro de água portátil

Review of: Filtro LifeStrawAcessório outdoor, filtro: Elque SilvaReviewed by: Elque SilvaRating:3On 20 maio, 2015Last modified:10 agosto, 2015Summary:Veja a nossa avaliação

Pedra da Tartaruga – Guaratiba – RJ

Mais um lindo domingo de sol e mais um dia de trilha e aventura. O destino desta vez foi a

Mario Nery

Mario Nery

Trekker, montanhista e mochileiro, pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, cerveja e tecnologia. Formado em TI, atualmente trabalha na área mídias sociais/marketing digital. Siga o Trekking Brasil no Twitter: @trekking


1 comentário

Deixe sua opinião

    Deixe a sua opinião

    Seu endereço de email não será publicado aqui.
    Os campos marcados são obrigatórios*