RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





10ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha Banff Rio – Dia 2

Segundo dia de Banff aqui no Rio, dia de casa cheia e muitos filmes bons, desde animação até paragliding em Araxá e downhill de bike no Morro Dona Marta, comunidade localizada no bairro de Botafogo. A Mostra Internacional de Filmes de Montanha é bem eclética quanto aos esportes, em geral temos sempre filmes de algum outro esporte radical.

Esse dia de casa lotada começou com o que eu posso chamar de filme-protesto sobre a proibição da escalada esportiva em vários points de Minas Gerais. E depois ainda teve muita coisa boa, confiram:

1. Sessão das 19h

E as vias da Lapinha?

Filme mineiro, feito este ano com 52 minutos de pontos de vista e protestos sobre o que podemos chamar de assassinato da cena de escalada mineira. Muitos points foram fechados por causa de questões ambientais, dentre eles a Gruta da Lapinha, local de escalada esportiva em calcário que estava revolucionando o mercado esportivo e de equipamentos na década de 90 lá em Minas. Infelizmente órgãos de preservação não viram o quanto o montanhismo pode ajudar a conservar o local e então fecharam a Lapinha para os escaladores e em seguida alguns outros points. Fechada para os escaladores a Lapinha começou a ser frequentada por turistas que não escalavam, mas que deixaram pra trás lixo e muitas pixações nas paredes… Reflexão. Ganha créditos meus por expor um problema sério que está em debate em vários estados.

Entre Nós

Animação do mesmo criador do premiado “Uruca”, Entre Nós mostra a história de Luiza, uma menina que escala com o pai e numa dessas escaladas ele sofre um acidente e ela tem que viver o drama de resgatar o pai e sair sozinha da montanha. Animação legal, bem feita e com a dose certa de humor e suspense. Gostei bastante, achei que ia ser infantil mas realmente não foi. Destaques para o pai urso da Luiza e para o “Link”, chaveiro mascote de escaladas da Luiza. Confiram o trailer:

7 dias na Favela

Filme da Red Bull que mostrou o “Red Bull – Desafio no Morro”, uma competição de downhill de mountain bike pelas vielas e telhados do Morro Dona Marta. O filme dá um show de edição e bom humor, mas desfoca um pouco do esporte e dá mais atenção aos personagens do local. O que não o torna um filme ruim já que as cenas e textos são incríveis, mas foge do tema. Ganho meu voto por causa da edição e do humor gostoso.

Vou deixar vocês com um clipe da competição pra dar uma idéia de como foi a coisa:

2. Sessão das 21h

Dois filmes fortes de escalada nesta sessão e dois filmes de arrancaram aplausos da platéia, um bom indicador de quem pode ser a escolha do público. Eu acho que filmes tão bons assim deveriam estar divididos em dias diferentes, ou pelo menos sessões diferentes, por que vontade de votar nos dois não faltou.

XC – Open World Series 2009 – Mundial de Paragliding

Achei que poderia ser melhor, o filme na verdade foi mais uma apresentação dos competidores e uma promoção da cidade de Araxá onde a competição aconteceu. Na minha opinião poderia ter ficado de fora da mostra. Imaginava que seria algo próximo do “Ciclos”, filme do mesmo tema só que abordando a quebra do record mundial de paragliding em distância, que venceu vários prêmios na mostra de 2009.

Dias de Tempestade

O esperado filme de Eliseu Frechou que retrata os perrengues e alegrias envolvidos na conquista da via de big wall “Guerra da Luz e Trevas” no Monte Roraima este ano. Escalada amplamente divulgada pela mídia de montanha, tanto nacional quanto internacional. Franco favorito a ganhar pela escolha do público, o filme foi muito aplaudido, duas vezes aliás. Gostei bastante, mas esperava um pouco mais da edição. Infelizmente não tem trailer dele no Youtube para eu mostrar um pouco mais.

Platô

Filme carioca que aborda a polêmica das agarras cavadas, ou seja, agarras fabricadas pelos escaladores, coisa relativamente comum na década de 80 e que hoje é considerada prática anti-ética e de baixo nível. Afinal de contas uma via não deve se rebaixar ao nível do escalador, mas sim ele se elevar ao nível da via. Mostrou essa controvérsia com imagens bonitas, bem editadas e uma boa trilha sonora, o filme fluiu muito bem para os espectadores, pelo menos na minha opinião. Também foi bem aplaudido. Pelo conjunto da obra e por abordar um tema polêmico e que marcou uma época ganhou o meu voto. Cofiram o trailer em HD:

O que rola no sábado??

Sábado é dia de um único filme, em duas sessões ao gosto do escalador. Nanga Parbat é um longa alemão que conta a história dos irmãos Messner e de uma trágica escalada no Nanga Parbat, montanha com mais de 8 mil metros situada no Paquistão. Legal por mostrar a história de Reinhold Messner desde a infância até a fase das grandes montanhas. Pra esquentar os ânimos eu vou deixar vocês com um trailer legendado do filme:

Nos vemos no sábado!! Nanga Parbat!


Leia também

12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha – Dia 2

Segundo dia da 12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha Banff Rio e mais 7 filmes no “cardápio” deste dia!

12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha – Dia 1

Primeiro dia da 12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha Banff, no Rio de Janeiro. Lançamento de livros, mostra de

Como foi a Adventure Sports Fair 2012?

Sexta, dia 20 de abril, partimos do Rio de Janeiro rumo a Adventure Sports Fair em São Paulo para conferir

Mario Nery

Mario Nery

Trekker, montanhista e mochileiro, pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, cerveja e tecnologia. Formado em TI, atualmente trabalha na área mídias sociais/marketing digital. Siga o Trekking Brasil no Twitter: @trekking


Sem comentários

Deixe sua opinião
Opa! Sem comentários ainda!Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe a sua opinião