RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





As Bikers

Texto e fotos: Beatriz Pereira Lasmar

Essa viagem que fizemos foi muito boa, eu sai de Guaratinguetá encontrei a segunda integrante em Taubaté e seguimos ao encontro da terceira em Curitiba, onde realmente começamos nossa aventura.

começo da aventura

Nosso percurso foi apenas praia e fizemos Ilha do Mel, Ilha do Cardoso, Reserva Ecológica de Superagui, Ilha das Peças, Ilha Comprida, Peruíbe, Santos, Caraguatatuba, duração de 15 dias sem ver asfalto, apenas areia, mar e mata.

sem ver asfalto, apenas areia, mar e mata

Muitas pessoas nos deram apoio e nos incentivavam a seguir. Os homens, acho que pensavam que éramos loucas, e não tentavam nada contra nós, pelo contrario nos ajudaram e muito, muitos barqueiros nos ajudaram em travessias de uma ilha para outra quando não dava para levantarmos as bikes e seguir. Um senhor nos marcou muito nessa viagem, estávamos sem conseguir fazer uma travessia e ele muito gentilmente, nos viu, veio até nos com sua lancha, nos atravessou e perguntou se tínhamos alimentos e água, nossa água tinha acabado, estávamos tomando água rica em magnésio, ele nos deu toda água que tinha em sua lancha, nos deu lanche natural.

o barco salvador

Quando agradecemos e pedimos desculpa pela sujeira que fizemos em sua lancha, ele respondeu: “de que adianta ter uma lancha dessas, se não puder ajudar ninguém? A lancha é só lavar e quanto à água, rapidinho vou até um bar e compro mais”. esse senhor nos salvou este dia, pois aonde estávamos a maré subia e tomava conta de tudo, não iríamos ter onde montar barraca.

acampamento bikers

Muitas pessoas nos chamaram de loucas e ainda nos chamam, mas é uma das melhores maneiras de viajar, a gente realmente conhece o lugar onde está, interagimos com a comunidade, vivenciamos coisas que jamais podermos vivenciar viajando de outra forma, sem contar nas paisagens que são espetaculares, os nasceres de sol, os por de sol as praias e ilhas inabitadas, tivemos lugares que só tínhamos nós mais ninguém. A bagagem acaba ficando extremamente leve (na verdade é leve, apenas umas bermudas de ciclista, blusas e top, produtos de higiene pessoal, alimento apenas barra de cereal e frutas que vamos encontrando no caminho) perto da natureza que temos ao nosso redor para aproveitarmos.

Ilha das Peças

Recomendo a todos que um dia pensaram em fazer, mas não tiveram coragem.
Ano que vem, durante a copa do mundo, faremos outra, dessa vez nordeste. Nosso destino, Maragogi, subir e descer de bike pelo litoral. Uma viagem maravilhosa e colaborando com o meio ambiente.

As Bikers: Beatriz Pereira Lasmar, Wal Mair e Andrea Maria
as bikers


Leia também

Expedição Patagônia 6 – San Martin de Los Andes – Por Keisuke Kira

Nota do Editor: esta é a sexta parte de um total de 6 artigos relatando uma trip feita por Keisuke

Monte Roraima – Carnaval 2012

Para quem nunca ouviu falar, o Monte Roraima se localiza na tríplice fronteira: Brasil, Venezuela e Guiana. É uma formação

Travessia Petrópolis-Teresópolis

Hé alguns meses atrás me pediram ajuda para preparar um grupo de jovens considerados por algumas pessoas como sendo um

Elque Silva

Elque Silva

Apaixonada pelas coisas boas da vida: montanhas, trilhas, aventuras, viagens e amigos. Trabalha na área de Administração. Me siga no Twitter: @elquetrekking


Sem comentários

Deixe sua opinião
Opa! Sem comentários ainda!Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe a sua opinião