RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





Barras de proteína, carboidrato em gel, energéticos…

Muita gente que se aventura por trilhas e montanhas nesse mundo à fora costuma usar suplementos para manter o ritmo por mais algum tempo. É bem comum ver pessoas usando carboidrato em gel e bebidas energéticas. Em casos mais raros encontramos também pessoas comendo barras de proteína.

Nós aqui no Trekking Brasil somos adeptos das barras de proteína e carboidrato em gel, eu devo testar algumas bebidas energéticas em breve, mais especificamente o “6 Energy Shot”, ganhei uma garrafinha da Carol Emboava e irei testar numa atividade mais pesada.

Uma outra barra energética que eu tive a chance de experimentar com um amigo foi a Clif Bar, barra americana que era feita artesanalmente por uma família de montanhistas no passado. Muito saborosa e macia. Eles vendem gels hoje em dia também. As barras tem uma ótima concentração de nutrientes.

Esses produtos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais e de suplementos alimentares para esportistas. Não são “bombas” antes que alguém pense isso! Bem como nenhum dos complementos apresentados aqui substitui a alimentação normal (eles não tem capacidade para isso), a função deles é apenas aumentar o nível de substâncias necessárias para o organismo produzir energia.

1. Carboidrato em gel

Talvez seja de longe o mais popular complemento que usamos em montanha e trilhas. São saquinhos com 30g (média) de um gel composto por vários carboidratos diferentes. Não pode e não deve ser usado como a única fonte de alimentação em exercícios prolongados. Existem diversas marcas de gels de carboidrato a venda no Brasil, algumas pessoas se adaptam melhor a uma ou outra marca/sabor.

Por falar em sabor, não espere que nenhum dos complementos tenha um sabor maravilhoso. Alguns são agradáveis, outros são horríveis, mas isso varia de acordo com o paladar pessoal. Particularmente eu só gosto de um sabor de carboidrato em gel e de uma marca específica, que além do carboidrato contem algumas vitaminas e aminoácidos BCAA…

Por estar em formato de gel, a absorção desse tipo de complemento costuma ser mais rápida que aqueles em versão sólida. Os fabricantes costumam recomendar que ao ingerir o gel o usuário beba água, para facilitar a absorção do complemento pelo organismo.

A ingestão de carboidrato pode acontecer através de alimentos como frutas, doces, macarrão, cereais, leite, portanto não pense somente nos complementos ao montar seu cardápio de aventura… Um outro complemento de carboidrato que alguns atletas usam é a maltodextrina, um polímero de glicose que se dissolve aos poucos no intestino e é absorvido em doses graduais, evitando picos glicêmicos (doses altas de açúcar no sangue), o que é bem interessante.

Uma coisa que nem todo mundo sabe: a única fonte de energia aceita pelo cérebro é a glicose. Carboidratos viram glicose no organismo humano! A manutenção de proteínas também é afetada pela quantidade de carboidrato no organismo. Portanto, mante-los em dia no organismo é uma boa idéia.

As marcas mais populares no Brasil são a Carb Up, Power Gel e VO2.

gel de carboidrato

2. Barras de proteína

Esse é um complemento mais raro de ver por aí nas mãos dos aventureiros, nem todo mundo conhece e usa barras de proteína. Pesquisas mostram que ao ingerir carboidratos e proteínas em conjunto essas substâncias trabalham unidas e melhoram os ganhos de desempenho esportivo e rendimento. Esse é um dos complementos que usamos nas nossas aventuras por aí. São duas coisas que vocês sempre encontrarão na minha mochila em atividades mais longas: carboidrato em gel e barras de proteína!

Eu não gosto muito das barras de proteína, como por causa da utilidade, mas não gosto nem um pouco do sabor! A vantagem destas barras é que em geral elas tem cálcio, ferro, carboidratos, sódio e proteínas – o que faz com que sejam uma boa dupla junto com os carboidratos em gel e com a alimentação normal.

Existem receitas de barras de proteína caseiras na internet, nunca me aventurei a fazer – até por que sou uma negação na cozinha – mas quem sabe algum de vocês não tenta e me diz depois como ficou?? Algumas receitas de barras protéicas estão neste site.

As barras de proteína são uma das formas de ingestão de proteínas usadas por pessoas que são totalmente vegetarianas, aquelas que não comem fonte nenhuma de proteína animal.

Existem diversas marcas de barras de proteína no mercado brasileiro, as mais comuns são a VO2, Whey Bar e a Protein Bar.

Brarra de proteína barra proteica

3. Bebidas energéticas

Nesta categoria temos os clássicos energéticos em lata (Red Bull e afins) e o “6 Energy Shot” uma garrafinha com 3 sabores diferentes que promete render até 6 horas de energia. Olhando os ingredientes que compõe o 6 Energy Shot e os energéticos (comparei com o Red Bull) é fácil notar que ambos são muito semelhantes, só muda a embalagem e o volume de cada um. Basicamente eles são doses grandes de cafeína e taurina e por isso mesmo devem ter sua ingestão controlada por pessoas que sofrem de arritmia cardíaca (cafeína) e problemas renais ou no fígado (taurina).

Nunca usei energéticos em atividades de montanha, não considero que sejam para isso. Irei testar o “6 Energy Shot” como eu mencionei no início do texto e depois disso poderei falar um pouco melhor sobre ele. Mas sinceramente espero algo semelhante aos energéticos normais por causa da semelhança na composição. Já ouvi relatos sobre o sabor das bebidas não ser o melhor que podemos esperar…

6 energy shot energético

4. Conclusão

Conheço pessoas que defendem os energéticos e outras que odeiam. Não acho que são o complemento certo para esse tipo de atividade, até porque geralmente depois que o efeito dos energéticos passa o que sobra ao usuário é um cansaço muito grande, não acredito que esta seja uma boa opção para quem está em uma montanha ou isolado em alguma região inóspita.

Há alguns anos uso barras de proteínas e carboidrato em gel e não tenho o que reclamar da dupla. Quando combinados com uma alimentação adequada e o devido descanso ajudam bastante no meu rendimento durante as trilhas por aí. E lembrando novamente, nenhum complemento – seja ele uma barra, gel ou bebida – substitui uma alimentação adequada. Seu corpo gasta muita energia em um período longo de atividade forçada, como uma caminhada nas montanhas ou mesmo uma grande escalada, portanto existem algumas regras que são fundamentais:

– Alimente-se adequadamente;
– Se achar necessário complemente sua alimentação com barras e gels;
– Beba água e/ou repositores eletrolíticos periodicamente, somos 70% água!;
– Descanse – seu corpo precisa do sono para que seu metabolismo trabalhe corretamente;
– Respeite seus limites físicos!!


Leia também

SUUM – Repositor eletrolítico em pastilhas

Quem me acompanha no Twitter (@trekking) deve ter visto há algum tempo que eu recebi um kit de produtos diversos

Reduzindo o volume do Cup Noodles

Atualmente eu uso comida liofilizada para as trilhas de longa duração, mas ainda assim carrego comigo duas coisas que eu

Receitas: “Crepe” rapidinho!

Eu sempre tive uma limitação quando acampo: não tenho criatividade para comida. Geralmente sigo um mesmo cardápio sempre. Ultimamente isso

Mario Nery

Mario Nery

Trekker, montanhista e mochileiro, pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, cerveja e tecnologia. Formado em TI, atualmente trabalha na área mídias sociais/marketing digital. Siga o Trekking Brasil no Twitter: @trekking


3 comentários

Deixe sua opinião
  1. Carol Emboava
    Carol Emboava 16 Janeiro, 2011, 11:37

    Ótimas dicas Mario…

    Só uma coisa.. não me vai experimentar o 6 Energy Drink a noite…pq aí vc só vai dormir no dia seguinte, rs! Nervoso o negócio! Me deu uma insônia danada qdo tomei a noite, hehehe!

    Quero colocar em prática a barra de proteína caseira… deve pintar lá pelo Cozinha na Mochila! Eba! :)

    Tb acho legal usar tudo isso como suplemento.. e nunca como alimentação única! Suplementar é muito bom e com certeza o rendimento aumenta!

    Responda este comentário
  2. Mario Nery
    Mario Nery 16 Janeiro, 2011, 11:43

    Pode deixar! Não pretendo usar a noite não. A idéia é testar na Travessia Petro-Tere e ter um ou outro na mochila para alguma emergência energética na Bolívia, onde o desgaste principalmente no abandono da montanha é muito grande! Sabia que você ia gostar das barrinhas caseiras! Aliás quando coloquei sabia que você aproveitaria para alguma coisa. Quero ver isso pronto e quem sabe experimentar alguma! Bjss

    Responda este comentário
  3. Andre Goldberg
    Andre Goldberg 20 Janeiro, 2011, 12:07

    Mário, bacana as dicas e o conteúdo postado.

    Lançamos o 6 ENERGY SHOT em Março de 2010 e ficamos felizes pois aos poucos o produto vai sendo testado, reconhecido.

    Aproveitando os ptos falados por vcs, seguem diferenciais do 6 ENERGY SHOT:

    – Não tem gás – ideal para os esportes, não cria mal estar, azia…

    – Não tem açucar – não engorda e não cria o “crash down”, a baixa de energia que é gerada em função da grande quantidade de açúcar encontrada nas latas. Ao ser digerida por completo a falta de açúcar que cria o crash down. O 6 ENERGY SHOT faz efeito devido a sua fórmula concentrada, SEM AÇÚCAR.

    – Prático – Cabe em qualquer lugar e tem tampo de rosca, possibilitando que o produto seja consumido em mais de uma vez.

    Sou corredor de rua e uso o produto para treinar e para provas, junto com uma boa hidratação. A caféina precisa de água para ser quebrada.

    Um abraço, boas travessias!
    André

    Responda este comentário

Deixe a sua opinião