RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





Expedição Patagônia 4 – Península Valdés – Por Keisuke Kira

Nota do Editor: esta é a terceira parte de um total de 6 artigos relatando uma trip feita por Keisuke Kira pela Patagônia. O material foi gentilmente cedido pelo viajante/autor para postagem no TrekkingBrasil.com.

Patagônia Argentina Valdez

Península Valdés – Punta Pirámides

Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, área natural protegida, santuário ecológico, lar e local de reprodução de baleias francas, pinguins, leões e elefantes marinhos, orcas, golfinhos, aves marinhas, aves de rapina, onde também habitam tatus, guanacos, raposas, choiques, lebres e outros animais terrestres, a Península Valdés fica a aproximadamente 100km da cidade de Puerto Madryn e é um dos principais destinos na Patagônia Argentina.

Animais em Valdés

Choique, também conhecido como Nandu-de-darwin

Patagônia Fauna

Falcão Peregrino

Melhores épocas para avistar animais na Península Valdés:

Baleia Franca Austral (Eubalaena australis) – Entre junho e dezembro.
Orca (Orcinus orca) – Entre fevereiro e maio.
Golfinho comum (Delphinus delphis) – Todo o ano.
Leão-marinho (Otaria flavescens) – Todo o ano.
Elefante-marinho (Mirounga leonina) – Todo o ano.
Pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) – Entre setembro e março.

Animais marinhos da Península Valdés

Leões marinhos

Leões-marinhos em Punta Pirámides Visitamos a Península Valdés em fevereiro, logo não avistamos a Baleia Franca Austral e infelizmente não tivemos a sorte de avistar Orcas mesmo sendo época. Porém conseguimos avistar alguns golfinhos, leões e elefantes marinhos aos montes e uma pequena colônia de pinguins. Todos os pontos de observação da Península Valdés são protegidos ou por enormes penhascos ou por cercas que não podem ser transpostas.

Patagônia Península Valdez

Guanacos

Patagônia observação de animais

As falésias protegem naturalmente os pontos de observação

A entrada na reserva custa 100 pesos, aproximadamente R$ 30,00. A infra estrutura é boa para o tamanho da reserva, possui centro de visitantes que conta com muita informação sobre a fauna e flora local.

centro de visitantes

Centro de visitantes e o esqueleto de uma baleia Franca Austral

O único vilarejo da região é Puerto Pirámides, de onde saem os passeios de barcos para avistamento de baleias, o lugar conta com restaurantes, algumas pousadas, lojas de conveniência e o único posto da região (importante abastecer se estiver de carro).

A península é dividida geograficamente segundo o mapa que recebemos na entrada, em Punta Delgada, Caleta Valdés e Punta Norte. É ligada ao continente pelo Istmo de Ameghino que separa o Golfo Nuevo, do Golfo San José. Bem próximo a Puerto Pirámides está Punta Pirámides onde há uma grande colônia de Lobos marinhos.

Punta Delgada, ao sul, é uma grande roubada, chegamos lá e o local é propriedade particular, dentro de um hotel que cobra para entrar, no mapa não estava escrito nada sobre isso, como já estávamos lá resolvemos pagar, mas a mulher que cuida do local avisou que não havia animal algum então nem chegamos a conhecer o local.

Patagônia

Punta Piramidés

Punta Pirámides Caleta Valdés abriga uma grande colônia de leões-marinhos, de lá também observamos alguns golfinhos, o local é muito bonito, tem-se uma visão privilegiada do oceano contrastando com as grandes falésias, vale à pena!

Entre Caleta Valdés de Punta Norte existe uma colônia de pinguins, bem menor que a de Punta Tombo, vale pela paisagem e por estar a caminho de Punta Norte. Já Punta Norte conta com uma grande colônia de leões e elefantes-marinhos.

Vale lembrar que o caminhos entre esses pontos de observação é bem longo, entre ida e volta são aproximadamente 400km, por isso é importante ficar atento ao horário, dirigir de noite pela Península não é muito aconselhável. Se estiver com excursão contratada é mais tranquilo, o pacote já deve incluir dois dias no passeio.

pontos de observação Valdés

Mapa ilustrando a Península Valdés

No interior da península existem muitas fazendas que vivem da criação de ovelhas, algumas delas abrem a visitação, é um passeio diferente, nessa viagem não o fizemos, mas é muito bem falado pelos guias!

Turismo rural na Patagônia

Fazendas de criação de ovelhas trabalham com turismo rural na Península Valdés

Por fim o passeio a Península Valdés vale muito à pena, quando se tem sorte para avistar animais mais raros torna-se um passeio ainda mais inesquecível. É importante planejar a viagem de acordo com o animal que pretende-se avistar, pois dependendo da época a visita pode não ser interessante.

fauna na península Valdés

Leões-marinhos podem ser avistados o ano todo

Para mais informações sobre a Pensínsula Valdés acesse: http://www.peninsulavaldes.org.ar ou http://www.puertopiramides.gov.ar

Facebook: Outdoor – http://www.facebook.com/pointoutdoor
Site: http://www.outdoor.blog.br/
Texto e fotos: Keisuke Kira


Leia também

Mochilão Bolívia 2011 – Uyuni e o Salar

Uyuni, cidade de poucos habitantes e clima frio no sul da Bolívia. Talvez seja um dos ou até mesmo o

Expedição Patagônia – Parte 1 – Attitude Riders

Recentemente recebemos um contato por email de uma galera brazuca que filmou uma trip pela Patagônia e resolveu compartilhar conosco

Parque Estadual de Ibitipoca – MG

Onde: Minas Gerais – Conceição de Ibitipoca/Lima Duarte Duração da trip: de 2 a 3 dias livres para curtir o

Mario Nery

Mario Nery

Trekker, montanhista e mochileiro, pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, cerveja e tecnologia. Formado em TI, atualmente trabalha na área mídias sociais/marketing digital. Siga o Trekking Brasil no Twitter: @trekking


Sem comentários

Deixe sua opinião
Opa! Sem comentários ainda!Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe a sua opinião