RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





Medicina de Aventura – Wilderness Medical Society

Fundada em 2007, a Medicina da Aventura (MDA) é uma organização composta por médicos e voluntários dedicada à promoção de saúde e treinamento dos desafios médicos no ambiente selvagem.
Trabalhando com os tópicos médicos outdoor, que incluem medicina de expedição, medicina do mergulho, medicina de montanha, medicina de selva, doenças relacionadas ao frio e calor, traumas no deserto e ataques de animais selvagens, analisa riscos para a saúde e segurança em situações extremas, como montanhas, florestas, desertos, cavernas e ambientes marinhos.
Nossos membros têm compromisso com a ética, educação e a pesquisa e trabalham com a educação médica continuada através de palestras gratuitas, cursos e simulados em ambiente selvagem, objetivando o aumento de segurança em provas, melhora da capacitação do público praticante e de instrutores da área e incluir o Brasil na rota de pesquisas médicas em ambiente selvagem.
Além de praticar, investigar e ensinar a medicina do meio selvagem, os membros da MDA compartilham um senso de aventuras e o amor pelas atividades feitas ao ar livre, profundo respeito pelo meio ambiente e apóiam ativamente o conceito de sustentabilidade ambiental.

Simulação de treinamento de imobilização de membros durante um curso de Advanced Wilderness Life Support no Deserto de Moab em 2010

O conceito da medicina da aventura foi criado por médicos ligados a esportes de aventura de maneira profissional ou não para trazer os preceitos da Wilderness Medicine e para a realidade brasileira.
Desde a existência do homem na Terra, pessoas se preocupam em prestar auxílio para um familiar, amigo ou uma outra pessoa que sofreu um acidente ou estava doente em um ambiente longe da civilização.
Nas guerras napoleônicas, profissionais da saúde e guerreiros já passavam por um grande dilema nos remotos campos de batalha: Como ajudar uma vítima ou um colega que foi ferido gravemente em um ambiente remoto, sob condições extremas e tendo poucos ou nenhum recurso?

Atualmente, a maioria da população mundial vive concentrada em centros urbanos, ou aglomerados populacionais que contém serviços de resgate, hospitais e centros médicos com pronto-socorro.
Mas para outros, isso nem sempre é a realidade. Há muitas pessoas que vivem e trabalham em locais muito distantes de qualquer acesso médico.
Além disso, com o crescimento dos esportes de aventura nas últimas décadas, muitas pessoas voltaram a se preocupar com os primeiros socorros prestados em condições naturais extremas, longe da civilização e de qualquer centro urbano.
Diante dessa nova necessidade de uma especialidade médica, no início dos anos 80 três médicos californianos se uniram para formar o que hoje viria ser a primeira sociedade médica oficialmente voltada para esta finalidade. Os médicos Paul Auerb, Ed Geerh e Ken Kizer oficializaram a Wilderness Medical Society (WMS) no dia 15 de fevereiro de 1983, com o objetivo de criar, encorajar, dar apoio e conduzir atividades ou programas relacionados ao exercício da medicina em ambientes remotos.
Atualmente o MDA é o representante oficial da Wilderness Medical Society (WMS) no Brasil.

Trabalho médico voluntário realizado no barco ABARÉ, do Projeto Saúde e Alegria, 18 dias pelos afluentes do Rio Amazonas fazendo atendimento a populações ribeirinhas da região que vive em locais remotos em 2009

Fundadores do MDA:

Dra. Karina Oliani
CRM – SP 131.811.
Médica especializada em Medicina de Emergência e resgate de áreas remotas. A única da América Latina a ter o Fellowship da WMS. Membro da Wilderness Medical Society (WMS) desde 2009. Uma das fundadoras do projeto “Medicina da Aventura” no Brasil. Membro da Brazilian Adventure Society. Registrada nos EUA como Wilderness Emergency Medical Technician. National registry # B1920660.
Certificada pela American National Coast Guard como “Medical in charge” para missões embarcadas. Instrutora de medicina de resgate em áreas remotas.
Pilota de helicóptero, registro no DAC: 05310. Instrutora de mergulho pela PADI 173.140 desde 2002. Membro Divers Alert Network # 1451345.

Dr. Adriano Leonardi
CRM – SP 99.660 TEOT 8868
Médico ortopedista especialista em cirurgia do joelho, artroscopia e traumatologia do esporte. Um dos fundadores do projeto “Medicina da Aventura” no Brasil. Mestre em ortopedia e traumatologia pela Santa Casa de São Paulo. Especialização em medicina hiperbárica. Experiência em check-up medico para esportes de aventura. Consultor de medicina do esporte da Brazilian adventure society. Diretor clinico da Taktos Medicina esportiva.

Equipe:

Alessandro Mendes Rodrigues – Enfermeiro
COREN – SP 006.746.
Qualificações: Emergência, Resgate, Remoção, U.T.I, APH em Ambientes Naturais, Vacinas
Graduação em Enfermagem Universidade Anhembi Morumbi – Campus – Centro – São Paulo SP/Concluído em Dezembro / 2008
Atividade: Integrante da Equipe Médica em Corridas de Aventura, APH em Ambientes Naturais, Resgate em Técnicas Verticais, Resgate na Selva, Salvamento Aquático.
Cursos- Resgate em Cavernas – *PETAR, Resgate em Técnicas Verticais – *PETAR, Resgate e Sobrevivência na Selva – *PETAR, Pronto Socorrismo Básico – Corpo de Bombeiros – SP, APH em Ambientes Naturais – *PETAR, Treinamento Básico de Suporte de Vida com Simulação em Resgate em Ambientes Naturais (CAVERNAS) – *PETAR, Vacinas

Dr. Thiago Ferreira
CRM – SP 120.794.
Especialista em Cirurgia Geral Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Cirurgião plantonista do Centro Hospitalar do Município de Santo André – CHMSA
Atleta de corrida de aventura desde 2003, com participação nos circuitos Ecomotion, Raid Terra, Brasil Wild, Adventure Camp e Chauás.
Escalada esportiva e em rocha, sendo monitor do Ginásio de Escalada Esportiva Casa de Pedra, no ano de 1998.
Técnicas verticais e deslocamento em cavernas, montanhismo, ciclismo e mountain Bike.

Dr. Ricardo Eid

Dr. Carla Falsete Risola
Graduação em Medicina Desportiva pela UNIFESP – EPM
Pós Graduação em Auditoria Médica e Mecanismos de Regulação em Saúde
Auditoria Médica (regulamentação como médica-auditora interna) na Tempo
Assist – Empresa de Auditoria em Alphaville.
Médica Plantonista no Pronto Socorro Infantil da Unidade de Urgência do Hospital Carlos Chagas – Guarulhos
Trabalho Voluntário (4hs semanais) na Fundação Special Olympics Brasil
Programa Atletas Saudáveis – Promoção da Saúde

Dra. Maria Beatriz
Graduação na Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP (2003-2008)
Residencia Médica em Medicina Esportiva EPM-UNIFESP (2009 -2012)
Especialização em Fisiologia do Exercício (2009 – 2010) no Centro de Estudos de Fisiologia do Exercício – UNIFESP
Cursos : ATLS e ACLS

1a palestra gratuita do Medicina da Aventura realizada no HCor (Hospital do Coração) sobre acidentes com animais peçonhentos ministrada pelo Dr Eduardo Gualberto em Julho 2011

Alguns eventos onde o MDA já esteve presente:
Corrida de Aventura: BrasilWild Extreme – 2009 Local: Jalapão- TO
Circuito Adventure Camp de corridas de Aventura – 2010
Acampamento Infantil Núcleo 16 – 2010
Circuito de corridas de aventura Hyundai – 2010
Expedição Citroen Aircross – 2010
Expedição ao Everest “Extremos” em 2009
Curso de resgate e salvamento aquático da SOBRASA em 2011
Expedição brasileira que escalou o Elbrus, Rússia em 2011
Rally dos Sertões, no Rally dos amigos em 2011
Projeto Saúde e Alegria no barco ABARÉ no Pará e Amazonas
Entre outras…

Para conhecer mais sobre esse projeto pioneiro no Brasil, acesse o site Medicina de Aventura
Aproveite para se cadastrar para receber as newsletters.

E-mail para contato: contato@medicinadaaventura.com.br


Leia também

Apps para escalada: Croqui e Fácil Escalada

Existem dois apps para escalada que podem ser um mão na roda para os praticantes do esporte. Um deles é

Rapel, a popularização da técnica e o prejuízo disso

Rapel – do francês “rappel” (opa, quase um curso de instrução isso aqui) – técnica desenvolvida na França em 1879

Abertura da Temporada de Montanhismo 2008

O evento que marca o iní­cio da temporada carioca de montanhismo 2008 irá acontecer no dia 27 de abril, na

Karina Oliani

Karina Oliani

Atleta, médica especializada em resgate em áreas remotas, mergulhadora, piloto de helicóptero e montanhista - entre outras coisas.


2 comentários

Deixe sua opinião
  1. luciane moraes
    luciane moraes 24 julho, 2015, 15:01

    Estou com dificuldade de encontrar no Brasil um curso de medicina de resgate em áreas remotas ou esportes outdoor , curso de especialização mesmo , não palestra de poucos dias.
    Agradeço indicação
    Lolasmoraes@gmail.com

    Responda este comentário
  2. Omar Manne
    Omar Manne 15 agosto, 2017, 07:51

    Olá, bom dia. Sei não ser este o site ideal para perguntar, mas arrisco-me, puramente por falta de tempo.
    Recebi um convite para palestra sobre primeiros socorros em áreas remotas, e não disponho de material visual. Alguém poderia dar uma mão ? Sou médico, fui 8 anos militar paraquedista do Exército. Já a vários anos, sou civil, lutando em Pomerode, SC.

    Responda este comentário

Deixe a sua opinião