RSSFacebookTwitter YouTubeInstagramPinterest





Trilha Salkantay – Peru

Texto e fotos:Fabio Novais

10.06.2013
Depois de 3 dias em Cusco, uma cidade espetacular, ainda mais em mês de festa, iniciou a jornada, agora a aventura começará.
As 5:00 da manhã, nos buscaram no hostel, fiquei no Pirwa Colonial, com uma viagem de 1:30, numa pista sinuosa e descidas e subidas, numa pilotagem sinistra do motorista, já é uma aventura, ultrapassagens nas curvas, de frente com outros veículos, chegamos em Mollepata.
Pedimos nosso café da manhã, 20 soles, mas muito reforçado e fomos para uma praça fazer uma apresentação do grupo e logo iniciamos a caminhada.

inicio do trekking

Subida após subida, íngremes, peso da mochila, e aonde está o oxigênio? Ele faltava.

Vista inicial

Eu estava com o cansaço do dia anterior, burrice, nos passeios ao Vale Sagrado andamos demais, eu não poderia forçar muito, e mantive meu ritmo naquele momento.
E assim mantivemos até a parada de almoço, mas já havíamos andado por 6 horas.

Caminho até Salkantay

O que fica em nossa lembrança são as paisagens, cenários espetaculares e a paz que se sente a cada subida, cada parada para descanso, fica registrado.
Almoçamos descansamos e uma integrante do grupo resolveu ir de carro, e assim levou minha mochila, sendo assim segui o resto do caminho sem peso, e em um caminho de terra batida, foi muito aproveitável. Mas mesmo assim me poupei, pois o 2° é o pior, dizem.

Descida de Salkantay

Enfim chegamos no primeiro acampamento, Soraypampa, barracas arrumadas, lanche para aliviar a fome, e arrumar as tralhas, tomar um banho, com lenços umedecidos, e com roupas limpas, momento de se juntar ao grupo para uma boa conversa e curtir o frio, que ainda era de 8°C.
Horas depois estávamos jantando, e nos recolhendo para as barracas, pois outro dia seria o mais difícil.

Barraca

11.06.2013
Segundo dia, depois de uma noite, que os termômetros marcaram -5°C, estamos preparados para o ataque aos 4.600 metros.
Iniciou as 5:00, eu particularmente achei que a trilha foi leve, somente no final teve uma elevação e longa, até atingir a marca de 4.600 metros acima do mar, em Apu Salkantay, com temperaturas de 0°c a -2°C, mas, ainda considero o primeiro dia mais cansativo.

Caminho até Salkantay 2

O que dizer do segundo dia, extraordinário, com a subida começam as formações de gelo, na poças de água, e na vegetação, muito ótimo.
E quando menos se esperava, atingimos os 4.600, momento para fotos, reunião explicativa no ponto mais alto, aquele instante para curtir mais um pouco o visual e logo iniciou a descida, com pequenos flocos de neve caindo, e dando uma clima todo especial. Nesse momento estávamos a -3°C.

Formação de gelo

Grupo todo na foto, eu estou sentado com bastao no meio das pernas

Depois de horas de caminhada, o almoço, como sempre, muita comida, descanso e a chuva querendo nos fazer companhia.
E fez, no momento de nossa saída, rumo ao acampamento a três horas adiante.
Barro, lama, bloqueavam o caminho, e subíamos barrancos para contornar ou as vezes passávamos pela lama mesmo, nessa altura do campeonato, de que servia tanto esforço, com botas e roupas impermeáveis, éramos uns tratores, e nada abalava os ânimos, atravessando o que agora temos muita vegetação.
E faltando 1:30, para o acampamento, o sol surgiu, com sombras e um caminho seco e pedregoso com direito a tropeços, escorregões e muita risada, até a chegada o acampamento.

faltando 14km ate o primeiro acampamento, ao fundo Monte Humantay

Chegando em nosso acampamento, por 10 soles, um magnífico banho quente, impecável, seguido de uma (s) Cusqueñas, para relaxar.
Galera reunida e mais fotos, mais conversar, risos, e assim foi mais um dia. Jantamos e esticamos um pouco mais a noite.

12.06.2013
Começamos o terceiro dia sob uma garoa forte, as 6:00, roupas de chuva, e seguimos o rumo.
Passando em lugares extraordinários, trilhas estreitas, cruzando algumas cascatas, comendo morangos que estavam no caminho.
Tivemos somente uma parada, caminhada de 5 horas.
Depois de algumas horas, nosso amigo sol chegou, paramos para tirar a roupa impermeável e aproveitamos para passar repelente, pois o caminho seguiria em mata.
Seguindo o rio, os cenários eram cada vez mais lindos. E foi assim até chegarmos no local que nos aguardavam para nos levar até Wiñaypoqo para nosso almoço e descanso.
Quatro pessoas foram no teto da van, e eu fui uma delas, e nós quatro pudemos ter a visão privilegiada de todo caminho.
Logo após o almoço nos levaram a Santa Tereza, nosso acampamento.
De onde nos organizamos e fomos as águas termais, água a 33°C, um ótimo premio para quem estava a dias na jornada.
Duas horas de relax total, em um local, onde anos atrás o El Niño havia devastado, mas hoje está em pleno funcionamento, recebendo os grupos do trekking.

Aguas termais

Depois do relaxamento, já no acampamento, onde estavam todos os grupos com mesmo destino, um grupo de mais de 80 pessoas, virou uma festa, com fogueira, cervejas e muita musica, até musica sertaneja
(brasileira) teve…
Durante o jantar, formaram um grupo que no dia seguinte faria descidas de tirolesa, e eu entrei , claro.
E durante a noite a chuva despencou, molhando a barraca, até mesmo entrando na barraca, mas com uma arrumação de emergência, nada molhou.

13.06.2013
Dia nublado, pegamos a van para a tirolesa.
Equipamo-nos, e iniciamos a subida a pé, pela montanha, pois a tirolesa é de montanha a montanha,… espetáculo, mas com subida muito cansativa.
Nas descidas, foram 6, árvores e rios eram tão pequenos, mas muito lindo com a visão do alto cruzando o vale.
Logo, duas horas de diversão passam rápido, pegamos a van que nos levou até a hidrelétrica, ponto que continuaríamos a pé, ate Águas Calientes.
Na hidrelétrica, almoçamos, e depois de uma hora, iniciamos a caminhada, tranquila, com sombras e paisagens extraordinárias, com o trem passando ao nosso lado quase constantemente,
cruzando quedas d’água, água fresca e limpa, e já víamos Machu Picchu, lá no alto.

Machi Picchu ao alto

Machu Picchu ao alto

E foi assim nesse cenário, até avistarmos Águas Calientes, onde foi nossa última noite.
Águas Calientes um povoado muito lindo, limpo e organizado, alias, todos os lugares que passamos desde Cusco, lugares impecáveis.
Jantar comemorativo, no restaurante Machu Pisco, saidinha para compras, e todos de volta ao hostel, pois as 5 da manhã, avançaremos para Machu Picchu.

14.06.2013
Todos na praça, material conferido, ingresso ao parque bem guardado e iniciou o avanço.
Uma caminhada tranquila até o “posto de controle” de Machu Picchu, ingresso e passaporte verificado, passamos a ponte, e estávamos no Parque Arqueológico, mas para chegarmos as ruínas,
temos os 1000 degraus, não sei se são 1000 de verdade, mas eles não acabam nunca !!!!
E no final deles… Esta lá, Machu Picchu.

Machu Picchu

Nossos objetivos estavam sendo alcançado, com cansaço, o primeiro era os 4600 m de Salkantay, a chegada a Machu Picchu, e faltava a subida a Wayna Picchu, que foi concluído com êxito.
Uma subida danada e com descida mais danada ainda! Mas com uma visão espetacular lá do alto.

Placa de Wayna Picchu

E assim finalizava nosso trekking Peru 2013, outras aventuras seguiram, Lago Titicaca, e suas ilhas, mas isso, já é outra história !!!

Foto 4600 com bandeira de parceria


Leia também

Travessia Petrópolis-Teresópolis

Hé alguns meses atrás me pediram ajuda para preparar um grupo de jovens considerados por algumas pessoas como sendo um

Parque Estadual de Ibitipoca – MG

Onde: Minas Gerais – Conceição de Ibitipoca/Lima Duarte Duração da trip: de 2 a 3 dias livres para curtir o

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Texto e fotos: Elque Silva e Jefferson Almeida O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é um parques nacionais onde

Elque Silva

Elque Silva

Apaixonada pelas coisas boas da vida: montanhas, trilhas, aventuras, viagens e amigos. Trabalha na área de Administração. Me siga no Twitter: @elquetrekking


6 comentários

Deixe sua opinião
  1. Juan | Trilha Inca Salkantay
    Juan | Trilha Inca Salkantay 17 setembro, 2013, 15:14

    a trilha inca e a trilha salkantay a Machu Picchu sao umas das melhores domundo. ok

    Responda este comentário
  2. massami
    massami 4 agosto, 2014, 21:52

    Oi li seu post e queria saber onde vc fechou o pacote para essa trilha sanlaltay, vc acha melhor fechar ja no brasil ou consigo achar na hora em cusco.
    qto vc pagou??
    pretendo ir outubro
    obrigada

    Responda este comentário
  3. juan trilha salkantay
    juan trilha salkantay 10 Janeiro, 2015, 22:49

    FAZER A TRILHA INCA OU TRILHA SALKANTAY ATE MACHU PICCHU?

    Trilha Inca Classica.

    A famosa Trilha Inca machu Picchu é uma das 10 rotas mais exploradas no mundo, é considerada uma das 5 melhores do mundo pela National Geographic. Por essa razão o governo de Peru teve a necessidade de limitar o número de exploradores por dia, apenas 500. Se pretende fazer essa Caminahda terá que fazer a reserva, com uma antecedência de pelo menos 4 meses para garantir sua vaga na data que gosta. Esta caminhada pode ser feita em 4 ou 2 dias. Tenha em conta que em Fevereiro está fechada.

    Trilha de Salkantay.

    Salkantay é superação pessoal, é a mais alta, a mais difícil e mais longa, tem uma duração de 5 dias, uma trilha belíssima passando pelos Andes, acima dos 4630 metros, durante a caminhada poderá ver lagoas, picos nevados, cachoeiras, floresta com rios, com temperaturas que mudam de -12°C até 30°C. De igual forma si quer um bom passeio, é recomendável reservar pelo menos com 1 mês de antecedência. É uma ótima opção para os aventureiros, amantes da natureza e paisagem.

    Responda este comentário
  4. Walter Diaz Labra
    Walter Diaz Labra 5 Fevereiro, 2016, 14:28

    Ao contrário da Trilha Inca, a Trilha Salkantay também tem uma vantagem fundamental que é a possibilidade de percorrê-la durante o ano todo. Sim, é verdade que no período de chuva (Janeiro até Abril) tudo fica mais difícil. Mas, Mas com preparo físico, mental e sobre todo com vontade conseguira conquistar sem problemas.

    sites de trilhas para Machu picchu http://www.trilhasalkantay.com.br ou http://www.trilhasalkantaycusco.com.br

    Responda este comentário

Deixe a sua opinião